O Google está fazendo algumas alterações no Google Friend Connect, agora os seguidores necessitam ter uma Conta do Google para fazer login no Google Friend Connect para seguir os blogs.
Se você que me seguia e não tinha cadastro no Google, por favor faça o seu cadastro e volte a participar da minha lista de seguidores e saibam que senti sim muita falta de vocês! Estou lhes esperando com o maior carinho!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Troca de dentes em cães e gatos



Por volta do quarto ao sexto mês de idade todo filhote de cão e gato irá realizar a troca dos dentes. Eles irão trocar os dentes decíduos pelos dentes permanentes. Os dentes decíduos são dentes finos e pontiagudos e de aspecto frágil, porém machucam com mais facilidade quando os filhotes mordem nas suas brincadeiras. Os dentes permanentes são dentes maiores e mais brilhantes e serão os dentes definitivos por toda a vida do animal, e por esse motivo requerem cuidados de conservação e manutenção adequados.

Durante essa fase de troca de dentes o animal pode ficar seletivo para os alimentos ou mesmo inapetente pelo desconforto causado pela erupção dos novos dentes. Nessa fase é normal a presença de mau hálito e eventual sangramento gengival, todas alterações sem significado clínico relevante, já que são temporárias.

Normalmente não observamos os dentes trocados porque o animal irá engoli-los durante a mastigação dos alimentos, mas eventualmente poderemos encontrar alguns deles caídos pelo chão da casa.

QUANDO OS “DENTES DE LEITE” NÃO CAEM, O QUE DEVEMOS FAZER?
Alguns animais não efetuam a troca totalmente, quando então observamos a presença de dentição dupla (foto 1), principalmente nos caninos superiores e inferiores, nos incisivos (mais raramente) ou ambos. Em outros filhotes observamos dentição dupla nos incisivos, conhecidos por Dentes de Tubarão. Essa condição é normalmente observada em animais de pequeno porte principalmente em Malteses, Yorkshires, Poodles, Lhasa Apsos, Pinschers entre outros e pode favorecer o acúmulo de restos alimentares, e conseqüentemente cálculo dentário (tártaro) e mau hálito. A pior conseqüência da dentição dupla é o desvio de mordedura que deverá ser corrigida com a extração dos dentes decíduos o quanto antes para evitar que o desvio se acentue ou perpetue.
É aconselhado mesmo antes da troca dos dentes decíduos, condicionar o seu animal (principalmente os cães) a escovação periódica dos dentes, evitando o acúmulo de cálculo dentário (tártaro), e a perda precoce dos dentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho em forma de comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGEM EM DESTAQUE

Artesanatofofo Aulas e Dicas - INSCREVA-SE!

VISITE MEU CANAL NO YOUTUBE! TODA 5ª FEIRA , GRÁTIS UMA NOVA VIDEOAULA DE ARTESANATO Mais uma videoaula de crochê do meu canal Artesanat...

POSTAGENS POPULARES