O Google está fazendo algumas alterações no Google Friend Connect, agora os seguidores necessitam ter uma Conta do Google para fazer login no Google Friend Connect para seguir os blogs.
Se você que me seguia e não tinha cadastro no Google, por favor faça o seu cadastro e volte a participar da minha lista de seguidores e saibam que senti sim muita falta de vocês! Estou lhes esperando com o maior carinho!

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Artrite em cães



Este quadro acontece frequentemente: seu cão já não brinca tanto, mas come, bebe água e reage alegremente quando te vê. Ele está envelhecendo e é normal diminuir o ritmo.

Mas pode não ser exatamente isso que está acontecendo. Ele pode estar sentindo dor. Um estudo recente demonstrou que 20% dos cães apresenta artrite.

Os cães são muito bons em esconder que estão doentes ou sentindo dor. Eles raramente demonstram. Quando a dor é aguda (por exemplo, alguém pisa numa pata acidentalmente), eles avisam, mas se a dor é crônica eles se acostumam a conviver com ela.

Existem algumas medidas para amenizar este quadro crônico:
Diagnóstico – consulte seu veterinário
Piso anti-derrapante – é muito difícil para 1 cão com artrite levantar, fazer curvas e correr sem deslizar e sobrecarregar as articulações. É fácil comprar 1 borrachão ou virar 1 carpete e forrar as áreas que o cão circula
Cama macia – principalmente se o animal for magro
Medicação – além de analgésicos e anti-inflamatórios existem suplementos a base de condroitina e glicosaminoglicanos que podem ajudar – consulte seu veterinário
Acupuntura – além do efeito anti-inflamatório, pode modificar o limiar da dor, melhorando muito a qualidade de vida
Exercícios leves – podem ajudar, mas cuidado: depende do estado geral do animal
A artrite de múltiplas articulações em cães, ou poliartrite não erosiva, é uma doença que causa a inflamação das articulações móveis, como joelhos, ombros e outras. Essa inflamação ou inchaço causa muita dor no cachorro quando ele se movimenta ou até mesmo, em casos mais sérios, quando ele está parado. Ela é muito comum em humanos e também nos animais. 
Conheça mais sobre esta doença que pode afetar seu cão.

Por se tratar de uma doença grave, é necessária a atenção do dono ao animal logo que aparecem os primeiros sinais.
Causas da artrite de múltiplas articulações em cães

A artrite pode acontecer devido a problemas imunológicos, causas desconhecidas ou reações secundárias a um tipo de tratamento.
A artrite de múltiplas articulações em cães costuma ocorrer em cães de médio e grande porte, com idade entre 5 e 6 anos. 
As causas da doença são:
provável mecanismo imunológico, ou seja, uma resposta imune anormal ao sistema;
idiopática, ou seja, causa desconhecida;
sobrepeso;
lesões ósseas;
má nutrição;
fator genético.
Sintomas da artrite de múltiplas articulações em cães
Sinais: cães com diminuição de movimentos, dores em articulações, entre outros.

Os sinais clínicos de artrite de múltiplas articulações em cães são: rigidez nas pernas, diminuição da amplitude no movimento, dor em uma ou mais articulações e inchaço nas articulações. Muitas vezes, o seu cachorro irá evitar o peso do seu corpo sobre as patas traseiras, evitar movimentar os quadris devido à instabilidade e luxação (deslocamento completo). Por isso, se o seu animal de estimação apresentar qualquer um desses sinais, procure um médico veterinário com urgência. Um tratamento no início da doença poderá ser muito mais eficaz.

Os tipos de artrite de múltiplas articulações encontradas são:
poliartrite Idiopática (origem desconhecida);
lúpus eritematoso sistêmico;
poliartrite, que é associada com doença crônica quando há um crescimento descontrolado;
polimiosite, que causa dor, inchaço e fraqueza nos músculos;
poliartrite poliomiosite, que é a combinação da artrite em várias articulações com os sinais de dor, inchaço dos músculos e fraqueza;
linfocítica plasmocitária, a qual gera sinovite e causa um inchaço da membrana, perda de lubrificação da articulação;
poliartrite nodosa, que é artrite em várias articulações, mas com pequenos inchaços nodulares;
febre do jarrete do Shar-pei;
poliartrite juvenil, na raça Akita.

Nos casos mais crônicos de artrite de múltiplas articulações em cães, poderá haver outros sinais clínicos, que aparentemente não tem relação. Esses sinais podem ser gastrointestinais, crescimento de tecidos, Periodontite, infecção do trato urinário, infecções bacterianas seguidas de febres e até Otites, entre outros.
Diagnóstico da artrite de múltiplas articulações em cães
Somente o médico veterinário poderá diagnosticar através de exames clínicos


Ao levar o seu cachorro ao médico veterinário, você deverá passar para ele um histórico completo da saúde do seu cão até que ele possa chegar às causas dos sinais clínicos. Somente a partir disso, o médico veterinário poderá realizar exames físicos completos, anotando todos os sinais de dor, de diminuição do movimento e qualquer outro sinal.

Em seguida, o médico veterinário irá colher amostras de sangue do seu cão e fazer exames completos de artrite de múltiplas articulações em cães como: um hemograma, um perfil químico no sangue, um painel de eletrólito e um exame de urina. Nos cães que apresentam sinais de lúpus eritematoso, poderá ser realizado um teste.

Uma biópsia do tecido sinovial ajudará a fazer um diagnóstico definitivo. Já um aspirado de fluído sinovial poderá ser levado para análise laboratorial e pode-se fazer também cultura bacteriana. Poderá ser usado também como uma ferramenta no diagnóstico, o raio X, pois dependendo do caso, será visível na radiografia.
Tratamento da artrite de múltiplas articulações em cães
Natação e massagem para cães estão entre os tratamentos recomendados


Para um melhor tratamento em seu cão, o médico veterinário poderá recomendar fisioterapia com alguns exercícios como a natação e também massagens. Isso também é muito adequado a cães que estão acima do peso, pois a perda de peso ajuda na diminuição de pressão sob as articulações. No caso de cães que possuem muita dificuldade para caminhar, o médico veterinário poderá recomendar o uso de talas ou ataduras em torno da articulação, isso evita que se torne ainda mais degradante. Outro método de tratamento que vem sendo cada vez mais utilizado é a acupuntura.

Uma cirurgia só será recomendada em caso de lesões que interfiram nos movimentos articulares. E se o seu animal de estimação estiver tomando algum antibiótico, não se preocupe, o médico veterinário vai tentar eliminar as reações causadas pelo medicamento. Assim, o seu cachorro não sofrerá.

Com o tratamento adequado e visitas regulares ao médico veterinário responsável, o seu cão terá, em média, de 2 a 16 semanas para uma remissão, porém, caso o tratamento seja interrompido, a taxa de recorrência irá pular para 30% a 50%. Por isso que o melhor é manter o tratamento, assim, logo o seu cachorro poderá voltar a ter uma vida mais feliz e sem dor.

Não se esqueça de que é preciso procurar ajuda do médico veterinário sempre que o cachorro piorar durante o tratamento da artrite de múltiplas articulações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho em forma de comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGEM EM DESTAQUE

Artesanatofofo Aulas e Dicas - INSCREVA-SE!

VISITE MEU CANAL NO YOUTUBE! TODA 5ª FEIRA , GRÁTIS UMA NOVA VIDEOAULA DE ARTESANATO Mais uma videoaula de crochê do meu canal Artesanat...

POSTAGENS POPULARES